Explorar

O Museu da Fundação Cupertino de Miranda inaugurou em 1972 com a exposição coletiva da 1ª Bienal Nacional dos Artistas Novos, com a qual se pretendia apoiar a arte portuguesa e enriquecer o acervo. No entanto, a Revolução do 25 de abril de 1974 desacelerou a atividade da instituição que foi afetada pelas nacionalizações da Banca. Em 1992, João Meireles (1916-91), Presidente sucessor e genro dos fundadores, doou 123 obras ao Museu, de autores essencialmente ligados ao Surrealismo. Ao longo dos anos, o acervo foi-se especializando em Surrealismo com a incorporação de obras por compra, doação e legado. Atualmente, conta com mais de 3000 obras maioritariamente do séc. XX. O Museu pretende desenvolver o conhecimento sobre a Arte Surrealista, integrando múltiplas vozes e olhares, para estimular o pensamento crítico e a criatividade.

Google Arts & Culture

Conheça a exposição multimédia da Fundação Cupertino de Miranda na plataforma Google Arts & Culture.

Saiba mais Saiba mais

Exposições em Destaque

A programação do Museu do Surrealismo – Fundação Cupertino de Miranda assenta na apresentação de exposições de cáracter permanente e temporárias.

Arquitetura

O edifício foi inaugurado em 1972, a obra foi dirigida pelo Eng.º José Fortunato Paulino Brandão Freire Themudo e o projeto de arquitetura foi da autoria do Arq.º João Abreu Castelo Branco, acompanhado e completado pelo Arq.º Luís Praça. Ao longo dos anos avançou-se com algumas propostas para aumentar o espaço museológico que acabaram por não se concretizar, das quais se destaca o projeto assinado pelo arquiteto Eduardo Souto Moura que propunha a construção de uma torre junto à já existente. Em 2018, o edifício foi reabilitado pelo arquiteto João Mendes Ribeiro e a obra contemplou um novo espaço expositivo e alteração do espaço de serviço educativo, da torre, das reservas e da livraria.

© Fundação Cupertino de Miranda

Arquiteto

João Mendes Ribeiro
© João Mendes Ribeiro
João Mendes Ribeiro

João Mendes Ribeiro licenciou-se na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, tendo aqui lecionado entre 1989-91. O seu trabalho foi objeto de inúmeras publicações e exposições nacional e internacionalmente. Reconhecido com diversos prémios e nomeações nacionais e internacionais, entre os quais se destacam: os Prémios Architécti (1997, 2000); nomeação para o European Union Prize for Contemporary Architecture – Mies Van Der Rohe Award (2001, 2005); finalista dos Premis FAD d’Arquitectura i Interiorisme (1999, 2001, 2002, 2004); distinguido pela Presidência da República com a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique (2006).

Ver mais

João Mendes Ribeiro licenciou-se na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, tendo aqui lecionado entre 1989-91. O seu trabalho foi objeto de inúmeras publicações e exposições nacional e internacionalmente. Reconhecido com diversos prémios e nomeações nacionais e internacionais, entre os quais se destacam: os Prémios Architécti (1997, 2000); nomeação para o European Union Prize for Contemporary Architecture – Mies Van Der Rohe Award (2001, 2005); finalista dos Premis FAD d’Arquitectura i Interiorisme (1999, 2001, 2002, 2004); distinguido pela Presidência da República com a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique (2006). Desde 1991, lecciona a disciplina de Projecto no Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Realizou trabalhos cenográficos para criações da coreógrafa Olga Roriz, das quais se destaca “Propriedade Privada” (1996) premiada com o Prémio Architécti (1997) e o Highly Commended, AR Awards for Emerging Architecture 2000 (2000).

Ver menos

Visitar

Horários

Horário

  • Segunda a Sexta 10h00 às 12h30
  • Segunda a Sexta 14h00 às 18h00
  • Sábados e feriados 14h00 às 18h00

Encerra aos domingos e nos dias: 1 de janeiro; Sexta-feira Santa; Corpo de Deus; 1 de maio; 15 de agosto; 1 de novembro; 8, 24, 25 e 31 de dezembro.

Tarifário Bilheteira

Bilhetes

  • Entrada Gratuita

Como Chegar

  • point

    Praça Dona Maria II, 4760-111 Vila Nova de Famalicão | Apartado 71
    4764-968
    GPS: 41°24’21.6″N 8°31’06.8″W

  • bus

    Central de Camionagem de V. N. de Famalicão.

  • train

    Linha do Minho(Porto/Braga), saída Estação de Famalicão

  • car

    Acesso pela A3 e A7.

Acessibilidade

Visitas

Requisitos Gerais

O visitante livre deverá respeitar as normas de prevenção Covid-19 em vigor.

Requisitos para grupos

A marcação deve ser efetuada com pelo menos 15 dias de antecedência.
Após a submissão destas informações, a marcação está sujeita a confirmação por email.
Os responsáveis pela marcação devem acompanhar em permanência os respetivos grupos.
As atividades exigem a inscrição de um número mínimo de 10 participantes.
Agradecemos a pontualidade dos grupos.
O cancelamento de atividades deve ser comunicado preferencialmente com 24 horas de antecedência.

Recursos

Serviço Educativo com a realização de visitas orientadas, oficinas de expressão plástica e sessões de cinema ligadas à temática do Surrealismo.

Auditório com capacidade de 176 lugares sentados em anfiteatro, climatização e equipamento de audiovisual.

Auditório pequeno com 48 lugares sentados e equipamento de som e imagem.

© Fundação Cupertino de Miranda
© Fundação Cupertino de Miranda

Livraria/Loja

Livraria/Loja um complemento cultural às várias iniciativas promovidas por forma a divulgar as suas próprias edições e de outras entidades com quem estabelece parcerias